Comparticipação de Medicamentos

 

legislaçãoPortaria nº 281/2017 -  Diário da República, 1.ª série — N.º 183 — 21 de setembro de 2017

 Foi finalmente  publicada  a tão desejada alteração à Portaria n.º 141/2017, de 18 de abril, que estabeleceu a comparticipação a 100% dos medicamentos metotrexato e leflunomida, muito importantes no controlo de diversas doenças reumáticas, mas apenas com prescrição feita por especialistas de  reumatologista ou  medicina interna, deixando assim de fora a especialidade de Pediatria.

Sendo os Pediatras, nomeadamente os com formação em Reumatologia, intervenientes fundamentais no seguimento de muitas das crianças e jovens com estas patologias, criou-se uma situação de injustiça para a qual a  Sociedade Portuguesa de Pediatria e a ANDAI alertaram as autoridades competentes, pressionando para a sua alteração.

Com a nova Portaria n.º 281/2017, de 21 de Setembro,além dos  especialistas em Reumatologista e Medicina Interna também os Pediatras, passam a poder prescrever estes medicamentos com comparticipação a 100%.Os medicamentos podem ser adquiridos em farmácia comunitária.

A Secretária Geral da ANDAI, Ana Pais , partilhou nas redes sociais a sua alegria pela conquista alcançada, tambem com o apoio  da ANDAI:

"Parabéns a todos os envolvidos nesta conquista, em especial à Dra. Marta Conde responsável pela Secção de Reumatologia da SPP e à Dra. Teresa Lopes em representação da ANDAI , que personificaram e foram o rosto visível para que fosse alcançada a tão desejada alteração da portaria, permitindo que TODAS as crianças com artrites infantis possam usufruir da comparticipação de MTX e Leflunomida".

 

 

 Imprimir